Home

a spring for the thirsty tr3sreinos

Imagem: Криниця для спраглих’, Yuri Ilyenko

Vera Eikon. Formas de decir Lluvia. (Enkuadres, 2015)


Sarabiada

IV

Amar ha de ser esto:

 

una urgencia en el cuerpo

que se dictamina otro,

repentina inexactitud

 

de la piel.

 

El corazón abatido como un pájaro,

no de un disparo,

 

sino esa convulsión de un viento

que irrumpe en la apacible brisa.


Saraivada

IV

A­­mar há de ser isto:

 

uma urgência no corpo

que se determina outro,

repentina inexatidão

 

da pele.

 

O coração abatido como um pássaro,

não de um disparo,

 

mas essa convulsão de um vento

que irrompe na aprazível brisa.


Sarabiada

IV

Amar ha ser isto:

 

unha urxencia no corpo

que se ditamina outro,

repentina inexactitude

 

da pel.

 

O corazón abatido como un paxaro,

non dun disparo,

 

senón esa convulsión dun vento

que irrompe na apracíbel brisa.


Revisora da tradução para o Português: Sara I. Veiga

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s