Home

nuno moura moimenta

Nuno Moura, (Lisboa, 1970) poeta inclassificável, tem publicado nove livros de poesia: Não saia nem entre após aviso de fecho de portas (Eurosigno, 1993), Soluções do problema anterior (&etc., 1996), Nova asmática portuguesa (Mariposa Azual, 1998), Os Livros dos livros (Mariposa Azual, 2000), Calendário das dificuldades diárias (&etc., 2002), Poetas sem qualidades (Averno, 2002), Prémio Nacional de Poesia (com bonus cd Mau sangue) ( Miasoave, 2012), Canto Nono (Douda Correria, 2013) e Letras para Dance Music (Douda correria, 2014) ao que junta o seu trabalho de editor, antes da Mariposa Azual e agora da Miasoave e da Douda Correria. Juntasse com o Paulo Condessa para ler em público na forma do CoPo.

Nuno Moura, (Lisboa, 1970) poeta inclasificábel, publicou nove libros de poesía: Não saia nem entre após aviso de fecho de portas (Eurosigno, 1993), Soluções do problema anterior (&etc., 1996), Nova asmática portuguesa (Mariposa Azual, 1998), Os Livros dos livros (Mariposa Azual, 2000), Calendário das dificuldades diárias (&etc., 2002), Poetas sem qualidades (Averno, 2002) Prémio Nacional de Poesia (com bonus cd Mau sangue) ( Miasoave, 2012), Canto Nono (Douda Correria, 2013) Letras para Dance Music (Douda correria, 2014), ao que xunta o seu traballo de editor, antes da Mariposa Azual e agora da Miasoave e da Douda Correria. Xúntase con Paulo Condessa para ler en público en forma do CoPo.

Nuno Moura, (Lisboa, 1970) poeta inclasificable, ha publicado nueve libros de poesía: Não saia nem entre após aviso de fecho de portas (Eurosigno, 1993), Soluções do problema anterior (&etc., 1996), Nova asmática portuguesa (Mariposa Azual, 1998), Os Livros dos livros (Mariposa Azual, 2000), Calendário das dificuldades diárias (&etc., 2002), Poetas sem qualidades (Averno, 2002) Prémio Nacional de Poesia (con bonus cd: Mau sangue) ( Miasoave, 2012), Canto Nono (Douda Correria, 2013) e Letras para Dance Music (Douda correria, 2014) a lo que junta su trabajo de editor, antes en Mariposa Azual y ahora en Miasoave y Douda Correria. Se junta con Paulo Condessa para leer en público en forma de CoPo.

.

de “Canto Nono”: “I”

Um poema tenrinho (O poeta sem qualidades)

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s