Home

PROGRAMA
6ª FEIRA, DIA 5
19h00 – 20h00: Inauguração de I Encontro de Poesia com Ana Gorría, Chus Pato e Marta Navarro (praça do centro da aldeia)
22h00 – 23h00: Actuação com Luís Almeida (praça do centro da aldeia)
23h00 – Performance Conversaciones con oOgro (Toco do Pichón)

SÁBADO, DIA 6
10h30 – 12h00: Mesa-redonda Novos Rumos da Poesia nas três línguas (praia da Feijoeira)
15h00 – 16h00: Leituras com Adrià Targa, Gonçalo Hermo e Chus Pato (pela aldeia)
16h30 – 18h00: Projecção de curtas “A Raia” [Ivan Castiñeiras]; “Cem raios t´abram”; “Materiales para el desastre” & “Habitat [Soundscape]” [Carlos Fernández López, em colaboração com Hector Solari e Pipo Tafel]; “Paseo 007, Gruas, Container e Barcos” [Marcos Casas] Hipofanías” (Fundación Cuña-Casabellas); Videoclip “Cock Ring” (Mau Sangue-Nuno Moura) (Junta de Freguesia de Moimenta)
18h30 – 19h30: Leituras com Nuno Moura, Marta Navarro e Ana Gorría (pela aldeia)
21h30 – 22h30: “O Gaiteiro e os Lobos” [companhia de teatro Lérias] (lameiro da praia da Feijoeira)
23h00 – 23h15: “Biografia de la Consumación” [fotografia de Xoél Gómez e poemas de Luis Carballo] (Toco do Pichón). Seguido por concerto de Roi Earanwe.

 

DOMINGO, DIA 7
10h30 – 12h00 – Passeio pedestre à Fraga dos Três Reinos

 

OUTRAS INFORMAÇÕES:

INSCRIÇÃO: Gratuita. Agradecemos confirmação de presença através de tr3sreinos@gmail.com ou 00351 92 438 08 08
RECOMENDAÇÕES:
ALOJAMENTO: Existe espaço para instalação de tenda na aldeia, com acesso a casas-de-banho e duches frios, assim como inúmeras oportunidades de alojamento na Vila de Vinhais. A organização pode ajudar a realizar as marcações de alojamento.
ALIMENTAÇÃO: Existe um restaurante na aldeia de Moimenta e outras unidades de restauração na Vila de Vinhais.
Não existe multibanco na aldeia de Moimenta, apenas na Vila de Vinhais.

Anúncios

2 thoughts on “Programa I Encontro-Encuentro de poesIa trilingue de Moimenta da Raia

  1. Acabo de ter conhecimento da iniciativa (pelo Notícias do Nordeste), que louvo e já contribuí para a sua divulgação.

    Apenas discordo quando dizem que o Penedo dos Três Reinos marca a confluência de 3 antigos reinos (Portugal, Galiza e León) e das suas 3 línguas, “português, galego e castelhano”, ora, historicamente e linguisticamente nessas 3 entidades administrativas o castelhano não estava presente, mas sim o leonês, que agora é representado pelo mirandês

    Que não queiram deixar de fora o castelhano, é uma coisa, mas marginalizar o llionés / mirandês é outra.

    Esforçar-me-ei por aparecer mas se tal não for possível por questões de agenda, gostaria de receber daqui para a frente
    informação sobre as vossas actividades.

    Parabéns!

    Saudações raianas

    Carlos d’Abreu

    Gostar

    • Caro Carlos,
      tem muita ração em todo o que diz. Há pouco recebemos um mail a indicar que em Hermisende se fala galego-português, não castelhano. Nós, que moramos nesta região arraiana (ou raiota como dizem cá), não achamos que exista muita diferença entre a língua falada em cada um dos três concelhos que cá se juntam, pelo menos entre a gente mais idosa.

      A fraga dos três reinos é um ponto simbólico que utilizamos como álibi para criar eventos com os que colaborar a tender pontes entre autores que escrevem poesia em línguas próximas, não exatamente à volta da fraga dos três reinos, senão a uma área geográfica mais ampla. A nossa pretensão será a de favorecer a comunicação e ajudar a achegar novas formas de expressão entre autores cuja capacidade de conhecimento do que se passa ao outro lado, está limitada por questões editoriais, de distribuição e também de compreensão.
      Para este primeiro encontro chegamos tarde para convidar a um amigo a ler poemas em mirandês, já comprometido em outras atividades, mas para o próximo encontro esperamos conseguir. A peça de teatro que será representada pela companhia Lérias tem partes em mirandês. Também estará Adrià Targa a ler poemas em catalão, língua que evidentemente é falada bem longe destas paragens.

      Esperemos que no futuro consigamos aumentar o número de línguas com as que trabalhar e divulgar, mas também é certo que o nosso projeto é humilde e está formado por galego-falantes, castelhano-falantes e luso-falantes, o qual nos obriga, pelo de agora, a limitar-nos a estas três.

      Saudações e oxalá possa aparecer no encontro!!

      Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s