Home
Poemas de Luis Carballo e fotografías de Xoel Gómez

INFANCIA

 

Unos besos desprendidos de la flamígera

Espiral de la emergencia,

un pentagrama retorcido, síntesis del lago

primigenio, donde la clave de sol

es una sombra seriamente alargada.

Ahora que la roca es calderilla

y con hondas mercantilizamos el intercambio,

aunque solo te preocupen los juguetes

llevas la percusión homicida dentro del pecho.

Un atril te sujeta la cabeza

apretando el sueño con las dos manos,

y en la frente un clavo,

la consciencia del crucificado.


Sin título-3 copia


INFÂNCIA

 

Uns beijos desprendidos da flamígera

Espiral da emergência,

um pentagrama retorto, síntese da lagoa

primigénia, onde a clave de sol

é uma sombra seriamente alongada.

Agora que a rocha são umas poucas moedas

e com atiradeiras mercantilizamos o intercâmbio,

ainda que só te preocupes com os brinquedos

levas a percussão homicida dentro do peito.

Um leitoril segura a tua cabeça

apertando o sonho com as duas mãos,

e na fronte um prego,

a consciência do crucificado.


Revisora da tradução para português: Sara I. Veiga

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s