Home

a reinvenção da leitura

Ana Hatherly. A idade da escrita e outros poemas (Escrituras Editora, 2005)


La ausencia

.

Oh cómo te ex-amo

cómo todo se convierte en dirección imprecisa

.

Es algo terrible

que todo sea tan evidente

en su vacío

       controverso

                    verso

.

Flecha por dentro

la ola vive de perfil su ex-acto

imprecisando las criaturas

.

Oh cómo el yo-otro aflora culminando

hablo contigo

pero es un otro que contigo habla

un otro

que ex-amadamente arde todavía

.

¿No ves la curva de la parábola?

.

La cara del amor es ausencia de rostro.


A ausencia

.

Oh como te ex-amo

como todo se volve dirección imprecisa

.

É unha cousa terríbel

todo ser tan evidente

no seu baleiro

         controverso

                      verso

.

Frecha por dentro

a onda vive de perfil o seu ex-acto

imprecisando as criaturas

.

Oh como o eu-outro aflora culminando

falo contigo

mais é un outro que contigo fala

un outro

que ex-amadamente arde aínda

.

Non ves a curva da parábola?

.

A face do amor é ausencia de rostro.


A ausência

.

Oh como te ex-amo

como tudo se torna direção imprecisa

.

É uma coisa terrível

tudo ser tão evidente

no seu vazio

            controverso

                         verso

.

Seta por dentro

a onda vive de perfil o seu ex-ato

imprecisando as criaturas

.

Oh como o eu-outro aflora culminando

falo contigo

mas é um outro que contigo fala

um outro

que ex-amadamente arde ainda

Não vês a curva da parábola?

.

A face do amor é ausência de rosto.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s